Os Demónios São Bons & Sobre as Acusações de Sacrifícios

JoSportuguese – Joy of Satan em Português

Este grupo é para falantes de língua portuguesa que desejam estabelecer um relacionamento com Satan e discutir Satanismo Espiritual de forma séria.
Nós acreditamos que Satan e seus Demônios são seres reais. Seu tu és Satanista filosófico ou crê de outra forma, não tentes empurrar vossa crença aqui.
Pessoas que simpatizem com e/ou apoiem os inimigos de Satan (judeus, cristãos e muçulmanos) serão BANIDAS!
Blasfêmia contra Satan e/ou seus Demônios não será tolerada!
Se tu acreditas que Satan e seus Demônios são malignos, este grupo não é para ti, procure outro.
Não tentes empurrar crença Wiccana ou outros credos não-satânicos aqui.
Não tentes promover indivíduos, grupos ou organizações que atacam o Joy of Satan. Suas postagens serão apagadas e tu serás banido.
Qualquer um que promova qualquer coisa ilegal será banido, salvo Nacional-Socialismo e Revisionismo Histórico se estes forem criminalizados em vosso país.
Por favor, seja educado. Provocações não serão toleradas.

http://portugues.bucurialuisatan.com
http://expondocomunismo.bucurialuisatan.com
http://thirdsexthulesociety.weebly.com/portugues.html
http://ssbiblioteca.webs.com

Sumo-Sacerdotisa Myla Limlal

Moderators: Hps.mlimlal666, Egon

User avatar
Egon
Posts: 307
Location: ᛉ Praise the Sun ᛉ
Contact:

Os Demónios São Bons & Sobre as Acusações de Sacrifícios

Postby Egon » Wed Mar 07, 2018 12:52 pm

Os Demónios São Bons & Sobre as Acusações de Sacrifícios

Daemon significa “conhecedor”, e verdadeiramente, não há nada negativo sobre os Demónios. Qualquer um que leu filosofia antiga como da Grécia antiga, verá que os Demónios são entidades muito boas e benevolentes que buscam o melhor da humanidade. De Aristóteles a Platão e muitos outros, encontrarás apenas coisas positivas mencionadas sobre os Daemons. Aristóteles e Platão falam sobre os ‘Bom Demónios’, os guias e aqueles que elevam a humanidade à Divindade e à vida Imortal.

Como tal, a palavra Demónio relaciona muitas coisas positivas. Se é um ser divino que não pode ser entendido, é chamado de Demónio, se é a alma natural do homem, é chamado de Demónio. Os Chakras também são chamados de Demónios, o mesmo que o caráter individual da pessoa, seu Espírito, também é chamado de Demónio (O corpo Causal da tradição ocultista e oriental, esse é o Demónio no grego).

Os Demónios são também a inteligência cósmica que mantém o universo e tudo na criação a funcionar. Em contraste com Deuses que são conceitos mais abstratos, os Demónios são seres, seres reais na maioria dos casos. Os seres humanos que se elevaram espiritualmente e eram personagens míticos eram tratados como Demoníacos. Também acredita-se que a história de Hércules é, na verdade, uma história de um ser que se tornou um Demónio na vida dele, então eles tornaram isso uma lenda. Hercules foi chamado Semi-Deus, e Demi-Deuses eram basicamente metade “Demoníacos”. A “natureza Demoníaca” é alcançada quando se eleva espiritualmente, que é a conquista dos maiores poderes espirituais, que também é o Devi e os poderes do Diabo. Hércules, real ou irreal como pessoa, é uma história simplificada, pois é a história da Magnum Opus de qualquer jeito.

Mas há mais histórias literais, como Asmodeus e Balaão. Para os gregos recentes, eles eram misteriosos, mas também é sabido que essas pessoas existiram antes e eles se tornaram Deuses. Balaão está realmente na secção dos Demónios agora, mas ele foi “humano” na Era de Ouro. Balaão no Talmude era um dos magos mais fortes de seu tempo, que quase fez com que os judeus fossem extintos por conta própria. O conto talmúdico é uma mentira e uma difamação, mas Balaão é reconhecido como existente porque ele realmente o era.

Os judeus, por falta de um termo melhor, tomaram tudo o que os Demónios eram no pensamento grego antigo e apenas lhes deram um rótulo diferente, os chamaram de “anjos”. E, claro, sua farsa inventada também foi chamada de boa e ter todas as qualidades roubadas acima.

A afirmação dos alegados “sacrifícios” em relação aos Demónios é basicamente uma invenção que vem das citações em torno do 2º e 3º séculos depois do rabino Cristo. Mesmo com todas as falsificações que os cristãos produziram e a queima de todas as obras literárias sobre Demónios, como a obra de Porfírio que foi erradicada completamente, ainda não se encontra nada para sustentar a existência de Demónios “malginos” no mundo antigo.

A afirmação falaciosa que os Demónios consomem energia vital dos mortos também foi desmentida por Iamvlichus em seu tratado “De Mysteriis Aegyptiorum”, mas há mais nisso. As Almas dos Demónios avançadas demais para poderem fazer qualquer coisa com a força vital bruta que sai de um animal inferior. Faz sentido que a alma Demónioíaca não possa, de qualquer maneira, associar-se e/ou alimentar-se da energia que sai de cadáveres, de maneira bastante semelhante a como um humano não pode comer areia e ainda conseguir viver. Em outras palavras, as energias são totalmente incompatíveis.

Até a Bíblia admite que as Divindades Rainhas dos goyim, nossos Deuses, os Demónios, nunca aceitaram sacrifícios de sangue. Baal negou esse acto quando um sacrifício foi feito para ele. No entanto, se alguém é uma aberração de baixo nível, esse pode ser alimentado por essa energia, pois esta energia é baixa e inferior, que é o caso dos pensamentos-formas judaicos. JHVH toma sacrifícios agradavelmente, tanto homens, mulheres e crianças. Contanto que sejam gentios, é claro.

No entanto, o que há com menções é que os Demónios actuam como protetores e, portanto, podem causar o mal. Eles também não gostam de serem esquecidos. Como Celsus afirma em relação aos Daemons, Eles não precisam de nada para viver, pois são eternos. Em contraste com a crença judaica que os tem como “seres mortais”, porque os judeus queiram que fosse assim. Realmente se alguém criar um pensamento-forma, como os pensamento-forma judaicos, este certamente morrerá em algum momento em que a energia em direção a ele estagnar. Os Demónios existem de forma permanente.

A besteira em resumo começou com Orígenes e outros filósofos cristãos prévios, que não eram apenas espiritualmente retardados, mas eram mentirosos deliberados – bem como judeus – e queriam atacar o império romano e fazer a Fé Ancestral parecer maligna. Basicamente, cada retardado com baixo QI quando lhe acontecia alguma coisa ruim, culpariam isso aos Demónios, o que contribuiu para a loucura de difamar Seus nomes sem nenhum motivo.

Então, mais tarde, essas pessoas começaram a influenciar outros como Porfírio (que era mentalmente instável e um filósofo muito ruim) para pensar que os Demónios também poderiam ser maus e exigir sacrifícios. No entanto, os mais elevados da época, como Iamvlichus afirma, para resumir, que dar sacrifícios de sangue aos Deuses é uma abominação. Imagina que o rei de uma nação vem jantar contigo e tu despejas carne crua de porco doente para ele comer.

A escola do pensamento judaico tinha obviamente um grande problema com os Demónios, pois eles conspiravam contra os pagãos e os Demónios agiam de forma protectora pela civilização, fé e Deuses, atacando os judeus como resultado, e também negando os judeus de forma consistente. Isso está totalmente documentado na Bíblia, os judeus tentaram ser pagãos muitas vezes, mas os Deuses rejeitaram-lhes, e seus lordes alienígenas tmabém não queriam que o fossem. Então eles receberam punição.

As opiniões negativas sobre Demónios foram fabricadas apenas por judeus assustados e impedidos de arruinar a civilização por Demónios e o espírito Demoníaco. Como tal, criaram uma contracultura e transformaram a fonte de todo o bem na fonte de todo o mal. Toda opinião negativa em nossa história registrada sobre Demónios ou é de autoria da igreja, ou falsificação criada em séculos posteriores por sacerdotes cristãos.

Isso é bem conhecido na comunidade científica, não é minha “crença” ou minha própria opinião. As questões “filosóficas” sobre os “Demónios” do mal só aparecem nos 2º e 3º séculos, por cristãos, em resposta a filósofos mais antigos que eles mais tarde tentaram derrubar. A partir daí, a decadência começou lentamente, à medida que a propaganda dos judeus atraía os analfabetos e os estratos mais baixos ignorantes das civilizações em que estavam a empurrar mentiras.

Então, umas pessoas tinham uma vida que não era a “ideal” e tinham motivos pessoais para atacar seus próprios Deuses (ou então assim pensavam), então eles conspiraram com os cristãos (nova seita judaica) para derrubar os que estão no poder, que é basicamente a primeira revolução comunista. Qualquer coisa que acontecia com os espiritualmente ignorantes, os judeus lhes diziam que era uma “maldição de seus Deuses” e/ou sua “desobediência ao senhor jesus cristo”. Não tendo nenhum conhecimento e com a escassez de educadores, além da magia de sacrifício pesada dos judeus, as pessoas gradualmente caíram nessa fraude.

Isso levou séculos para acontecer, pois as pessoas também não eram estúpidas. Mas eventualmente aconteceu. Até a legalização forçada do cristianismo pelo Império Romano tardio e Bizâncio, quase todos eram pagãos. Primeiro, os cristãos foram “aceitos” (como um pequeno partido comunista) e então apresentaram sua propaganda até que destruíram a mente dos gentios para odiarem seus próprios Deuses. Então, com força maciça, eles colocaros os Flavianos no poder e arruinaram o Paganismo. Mesmo no tempo de Marcus Aurelius, pessoas espirituais, clarividentes e outras pessoas de sabedoria e destreza (pagãos) eram uma minoria, enquanto o retardamento avançava em direção ao clímax. Por esta razão, muitas pessoas pensam que os escritos de Porfírio são corrompidos, pois a igreja queimou quase todo o seu trabalho.

O que aconteceu no paganismo antigo era basicamente o que se chamava Pompais, que era essencialmente a consagração da carne. Isso vai no sentido inverso, não é um sacrifício, é uma benção da carne, onde o Deus dá energia e não o contrário. Pelo facto da carne estar viva, ela é trazida ante ao Deus (é por isso que eles usaram os animais sagrados dos Deuses com grande reverência). O Deus abençoaria seus alimentos, e eles o comeriam como um sinal de respeito e nutrição. Os Demónios neste caso vieram dar bênçãos, não para comer o cadáver morto doente.

Isso responde a situação sobre Demónios e seu propósito.

-Sumo Sacerdote Hooded Cobra 666

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest