“Cristão(s)” É Um Xingamento Racial Contra Brancos

JoSportuguese – Joy of Satan em Português

Este grupo é para falantes de língua portuguesa que desejam estabelecer um relacionamento com Satan e discutir Satanismo Espiritual de forma séria.
Nós acreditamos que Satan e seus Demônios são seres reais. Seu tu és Satanista filosófico ou crê de outra forma, não tentes empurrar vossa crença aqui.
Pessoas que simpatizem com e/ou apoiem os inimigos de Satan (judeus, cristãos e muçulmanos) serão BANIDAS!
Blasfêmia contra Satan e/ou seus Demônios não será tolerada!
Se tu acreditas que Satan e seus Demônios são malignos, este grupo não é para ti, procure outro.
Não tentes empurrar crença Wiccana ou outros credos não-satânicos aqui.
Não tentes promover indivíduos, grupos ou organizações que atacam o Joy of Satan. Suas postagens serão apagadas e tu serás banido.
Qualquer um que promova qualquer coisa ilegal será banido, salvo Nacional-Socialismo e Revisionismo Histórico se estes forem criminalizados em vosso país.
Por favor, seja educado. Provocações não serão toleradas.

http://www.alegriadesatan.com

http://expondocomunismo.bucurialuisatan.com
http://thirdsexthulesociety.weebly.com/portugues.html
http://ssbiblioteca.webs.com

Sumo-Sacerdotisa Myla Limlal
User avatar
Egon
Posts: 916
Location: ᛉ Praise the Sun ᛉ
Contact:

“Cristão(s)” É Um Xingamento Racial Contra Brancos

Postby Egon » Wed Jan 16, 2019 5:11 pm

“Cristão(s)” É Um Xingamento Racial e Maldição de Morte Contra Brancos

Enquanto é politicamente incorreto e proibido usar xingamentos raciais contra as raças que os judeus estão protegendo e programando para destruir a raça Branca Ariana que descende de Satanás e seus Demónios – ninguém se importa quando brancos são perseguidos, e aqueles que se importam são rotulados como “racistas”, “preconceituosos” e “teoristas da conspiração”. Devido à mentira judaica do alegado “privilégio branco”, as massas simplesmente presumem que estamos a “receber o que merecemos” por “maltratar” esses “pobres, indefesos, oprimidos e inocentes” judeus destruidores de civilização.

Então, devido aos judeus forçarem os brancos a assimilarem o cristianismo e os valores cristãos em nossa cultura vibrante e civilização ocidental, o cristianismo foi falsamente identificado como um sinónimo com o povo branco e, até hoje, poucos brancos parecem entender que aceitar o rótulo “cristão” é um insulto muito pior que por exemplo, um negróide ser chamado com um termo depreciativo para negros.

Eu estudei as afirmações de certos nacionalistas alemães do século 19-20 que tinham a crença que Cristo não era judeu ou um não-branco, mas um Ariano e nosso Líder, que era o Rei de Atlântida, e que os acontecimentos dos elementos “desjudaizados” dos evangélios e do novo testamento aconteceram na Alemanha, e não na Palestina.

No entanto, isso é também outra mentira judaica para dar credibilidade à alegação que o cristianismo é “nativo” da raça branca ou que os brancos tenham uma afinidade natural por essa praga judaica maligna. Os judeus tentaram substituir o paganismo Ariano – também conhecido como satanismo – com um “cristianismo Ariano”, e então, os Arianos que caem nessa, passam a achar que politeísmo e o próprio paganismo sejam productos de influência judaica e o resultado da mestiçagem liderada pelos judeus. Nada poderia estar mais longe da verdade.

O Deus Todo-Poderoso, Onipotente, “Providência” e Criador a qual Adolf Hitler sempre faz referências não é outro senão o próprio Satan-Lúcifer, juntamente com a eterna natureza, bem como à criação de Satan – o povo branco Ariano – a mais elevada imagem do Senhor (Satan). Hitler sabia que Satan é Deus, e que o “deus” judaico-cristão-islâmico é uma invenção judaica falsa, feitiçAria judaica e o conjunto colectivo de extra-terrestres greys e reptilianos.

“[p. xi] A White Rose, um movimento de resistência estudantil na Universidade de Munique que adotavam o catolicismo, escreveram num panfleto anti-nazista de 1942, ‘... e quando ele [Hitler] profanamente se refere ao nome do Todo-Poderoso, ele quer dizer as forças do mal, o anjo caído, Satan’.” – Hitler’s Religion, por Richard Weikart, p. xi

Se não fosse pelo povo judeu, o comunismo, cristianismo e islamismo nunca teriam existido. A raça branca Ariana vem diretamente de Satan e seus Demónios, que é a razão dos judeus terem amaldiçoado nosso povo constantemente para se subterem ao cristianismo e vendermos nossas almas a Cristo.

No Zohar (I, 28b), lê-se: “Agora a serpente era mais sutil que qualquer besta do campo etc. (Genes III, 1.). ‘Mais sutil’, isso é, para o mal; ‘que qualquer besta’, ou seja, as pessoas idólatras da terra. Pois eles são os filhos da antiga serpente que seduziu Eva.”

“Essa serpente ancestral, o pai dos cristãos, isso é, o diabo em forma de serpente, é chamada Samael (cf. Targum Iobi, XXVIII, 7). O rabino Maimônides escreve em More (Bk. II ch. 30) que Samael tomou a forma de uma serpente e seduziu Eva. Ele também é chamado de ‘Anjo da Morte’ e ‘o Chefe da assembleia dos malignos’.Debbarim Rabba (208c) chama-o de ‘Samael o Ímpio’, ‘o Príncipe dos Diabos’. O rabino Bechal (em Mikkets) chama-o ‘o Ímpio Samael, Príncipe de Roma’.”De http://www.talmudunmasked.com/chapter8.htm

Citação do Talmude judaico:
“Quando o Messias vier, ele vai destruir os cristãos.”
–Sanhedrin 99a

Samael é Enki, e Enki é Satanás, a “Serpente”, o Deus Ariano a quem os imbecis da Identidade Cristã foram enganados pelos judeus em acreditar que ele seja a origem dos judeus, quando na verdade é o exato oposto, pois a raça branca Ariana é 100% de Satan, quando esta se recusa a prejudicar sua essência Ariana ao misturar com outras raças ou poluir nosso sangue com Cristo. “Identidade Cristã” inverte a verdade, como todas as outras manifestações do judaísmo que foram criadas pelos judeus para destruir os brancos.

Eu estudei toneladas de literatura sobre alegados “cristos pagãos”, mas mesmo que o Cristo oficial do cristianismo tenha elementos que foram roubados do paganismo Ariano (descaradamente na história de Baldur-Osíris), o próprio conceito grego de um Cristo-Salvador messias era originalmente uma ALEGORIA dos processos de vida, morte e ressurreição do corpo, mente e alma humanos a qual cada satanista branco deve passar durante os estágios da alquimia espiritual – a Magnum Opus – a fim de alcançar a perfeição física e espiritual e a vida eterna. Este é o significado da vida, morte e ressurreição de Baldur-Osíris. O cristianismo tomou isso e materializou em um homem judeu para que os brancos colocassem sua fé, ao invés de realizar a Magnum Opus.

NUNCA OUVE UM “CRISTO ARIANO” DE CARNE E OSSO MAIS DO QUE UM FICTÍCIO CRISTO JUDEU. Alguns “cristo-pagãos” simplesmente não conseguem aceitar essa realidade. Uma vez que Cristo foi roubado de Baldur-Osíris, e algumas partes do Novo Testamento na bíblia cristã foram plagiarizados de Osíris no Livro dos Mortos egípcio. Alguns “satanistas”, gnósticos e certos “pagãos” afirmam que Baldur-Osíris é o verdadeiro e original Cristo, que é pura inconpetência e insanidade da parte deles.

Cristo não é um Ariano. “Ele” é um falso “Lúcifer” que os judeus inventaram a fim de substituir Satan. Ao negar o Satanismo Ariano e aceitar Cristo, quer a pessoa veja “ele” como um judeu ou um Ariano, esse nunca será um Deus pagão Ariano – só um cobarde judeu a choramingar na cruz. Vou escrever em mais detalhes sobre isso no futuro, mas mesmo que um gentio possa se libertar do cristianismo e reafirmar sua alma depois de abandonar Cristo, a patética verdade e realidade é que toda vez que uma pessoa aceita Cristo em seus corações como seu “senhor” e “salvador” pessoal, ela está a vender sua alma para o verdadeiro mal. Quando um gentio branco aceita Cristo, sua alma condenada contamina todo o resto da alma colectiva Ariana, que envenana e amaldiçoa o resto da raça.

Essa é a razão de ter algumas gotas de sangue da pessoa no ritual de dedicação a Satan ser tão importante. No sangue está a nossa raça e nossa força vital. Gentios, depois de terem sido cristãos ou muçulmanos, mas que dentro de seu coração dedicaram suas almas a Satan, sendo Ele o único que tem a autoridade de recuperar as almas que eles perderam quando aceitaram Cristo, Maomé ou Alá, e comanhia judaica relacionada. Satan dá-nos de volta nossas almas para que então possamos entrar num programa de meditação e/ou yoga, ou outras práticas alquímicas, para que possamos então experimentar vida eterna e saúde permanente, bem estar e perfeição física e espiritual – para não dizer poderes oculto inimagináveis.

Tudo que seja cristão – tanto caólico como protestante – bem como tudo secular que tenha absorvido influêncoas cristãs deve ser completamente destruído se deva haver um futuro para o povo de Satan, a raça Ariana.

Como a judeuzada, a Igreja Católica é culpada de tudo o que o cristianismo “tradicional” ensina ser pecaminoso e errado: mentira, enganação, roubo, fornicação, adultério, sodomia e assassinato. No entanto, para qualquer um que não seja judeu ou parte do cléro católico, assassinato é simplesmente defender a si mesmo, seus entes queridos, sua raça e nação; fornicação é o crescimento e expansão da raça branca Ariana através da reprodução; adultério é a procriação extra-marital entre pessoas da raça Ariana que leva ao nascimento e criação de crianças brancas; sodomia é a simples realização sexual consentida entre adultos do mesmo género, ou sexo não-procriativo que é só para prazer entre heterossexuais. Na verdade, a maioria dessas coisas não é imoral ou errada no devido contexto, mas simples natureza humana, mas os judeus distorceram todas essas coisas em “pecados” que devem ser evitados a fim de ter uma vida eterna com “deus nos céus”. No entanto, perversões vergonhosas desses comportamentos são praticados deliberadamente pelo povo judeu e Igreja Católica porque a mera existência dessa gente é uma violação contra o Reino da Natureza.

Acerca da verdadeira história cristã:

“... Os decretos do magistério papal oficialmente ensinaram que os cristãos não devem prejudicar judeus. Não obstante, o Supremo Pontífice até ameaçou com excomunhão os cristãos que os prejudicavam. Escritores modernos tentando rotular os Papas medievais como inumanos contra os judeus commumente negligenciam essa importante tradição da Igreja.”

“Em 1938, em um discurso para peregrinos belgas, (o Papa) Pio XI descreveu os católicos como ‘semitas espirituais’:
Marquem bem que na missa católica, Abraão é nosso patriarca e ancestral. Antissemitismo é incompatível com o pensamento sublime, que facto demonstra. É um movimento com o qual nós cristãos não podemos ter qualquer ligação. Não, não, eu vos digo que é impossível a um cristão participar de antissemitismo. É inadmissível. Por Cristo e em Cristo nós somos os filhos espirituais de Abraão. Espiritualmente, nós (cristãos) somos todos semitas.” The Crucified Rabbi: Judaism & the Origins of Catholic Christianity, por Taylor R. Marshall, pág. 18 e 21

Os judeus nunca se importam em quanto dos seus próprios eles tem de sacrificar a fim de manter brancos sob o feitiço do cristianismo. A história cristã foi reescrita a fim de fazer parecer como se os cristãos tivessem maltratado o povo judeu, e como se os judeus fossem satânicos. Satan é a raíz e origem do antissemitismo, e Seu nome, no hebraico, significa ANTI-JUDAICO! Por outro lado, na língua ariana muito mais antiga, o sânscrito, que é mais antiga que o hebraico, Satan significa Verdade Eterna, e o Deus Altíssimo, junto com outras variações desse título honorável. O povo das mentiras, os judeus, não estão felizes com os judeus serem seu adversário, então eles inventaram o cristianismo a fim de convencer o povo branco Ariano de que os judeus sejam “de Satan” e que Satan é o adversário dos gentios brancos, que é a maior mentira na história.

O Anticristo Ariano está confiando em todo o nosso pova Ariano para renunciar e abandonar 100% Cristo e todas as formas de cristianismo. Católico ou protestante, judeo-cristianismo ou “cristianismo Ariano” – não importa. Essas são todas abominações e insultos ao nosso povo que, a longo prazo, nada nem remotamente bom ou pró-branco pode sequer derivar. De acordo com o cristianismo, orgulho branco Ariano é o pecado capital contra o podre espírito santo judaico, bem como rejeição total ao falso sacrifício de Cristo na cruz, pois essa é uma forma de idolatria ou “adoração da criação” ao invés do falso “criador” judaico. O verdadeiro Deus Criador, Satan, por outro lado, encoraja orgulho racial para sua criação gentia.

O Anticristo Ariano uma vez me mostrou o que ele iria fazer com os cristãos que são incuráveis e não podem livrar suas almas de certos aspectos do cristianismo depois da Segunda Guerra Mundial. Ele iria mandá-los para campos de reeducação/isolamento para derrubar qualquer vestígio de cristianismo deles, para que essas pessoas possam se juntar ao resto da raça branca que estará no processo de se tornarem mestres da Terra imortais. Ele disse que a razão disso é porque a presença de QUALQUER cristianismo na raça branca é um veneno mortal, que é contagioso e se espalha como incêndio, até inconscientemente entre pessoas que pensam que são imunes ao cristianismo.

Os judeus odeiam todos os brancos, independente de que religião eles se afiliem, e se o messias judeu chegar a se manifestar na forma de um ser humano, ele VAI matar os “cristãos”, não por sua fé, como os cristãos que culpam a Nova Ordem Mundial judaica em Satan gostam de pensar, mas por causa de sua raça. Não obstante, quando um branco se afilia a qualquer forma de cristianismo, eles estão traindo a raça branca Ariana e insultando nosso verdadeiro Criador eterno, conhecido como Satan.

Uma vez que o cristianismo e seu produto de comunismo global tiver finalmente completado seu propósito de remover todo o conhecimento espiritual do povo de Satan, sobre como alcançar vida eterna através da orientação de Odin (Satan-Lúcifer) e Baldur (o poder coletivo das serpentes kundalini da raça Ariana) – e substituir o presente de Satan para seu povo Ariano com arrependimento por “pecados mundanos” e aceitar Cristo eu seus corações como seu senhor e salvador, os judeus não vão mais precisar manter os cristãos brancos, então é melhor para os cristãos brancos acordarem AGORA!

“Cristão(s)” é um xingamento racial contra brancos, não um “rótulo de honra”. É um insulto muito pior do que se referir a não-brancos com termos perjorativos, porque o cristianismo em suas diversas manifestações é uma MALDIÇÃO DE MORTE contra a raça branca.

Cristianismo nunca foi nativo aos brancos. Cristianismo é completamente estrangeiro e alien aos brancos, então para aqueles que são burros demais para ver que brancos não têm uma afinidade natural com o cristianismo, mas cairam sob a maldição judaica do cristianismo pela força, através de mistura racial incentivada pelos judeus e guerra espiritual, TU NÃO TENS DIREITO DE SE CHAMAR DE “SATANISTA”. Satan não nos deu a habilidade de pensar por nós mesmos para sairmos e sermos retardados.

Eu foquei primariamente na Igreja Católica neste sermão, mas na verdade, protestantismo e todas as outras formas de cristianismo que se acham “mais santas”, mesmo que sejam contra o Judaísmo Internacional e sejam pró-nacionalismo branco, são tão culpadas quanto o catolicismo até que completamente renunciem TODA forma de QUALQUER cristianismo.

“Cristo” estaria vindo para matar todos os “semitas espirituais” (cristãos brancos) uma vez que tenham perdido sua utilidade, enquanto estabelece o reino global de “deus” na Terra e os substituam com a raça judaica e as raças que eles mantêm sob controlo, mantendo-os como escravos. Já basta.

666/88!!

Sumo Sacerdote Jake Carlson

Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest