A Cabala Exposta

JoSportuguese – Joy of Satan em Português

Este grupo é para falantes de língua portuguesa que desejam estabelecer um relacionamento com Satan e discutir Satanismo Espiritual de forma séria.
Nós acreditamos que Satan e seus Demônios são seres reais. Seu tu és Satanista filosófico ou crê de outra forma, não tentes empurrar vossa crença aqui.
Pessoas que simpatizem com e/ou apoiem os inimigos de Satan (judeus, cristãos e muçulmanos) serão BANIDAS!
Blasfêmia contra Satan e/ou seus Demônios não será tolerada!
Se tu acreditas que Satan e seus Demônios são malignos, este grupo não é para ti, procure outro.
Não tentes empurrar crença Wiccana ou outros credos não-satânicos aqui.
Não tentes promover indivíduos, grupos ou organizações que atacam o Joy of Satan. Suas postagens serão apagadas e tu serás banido.
Qualquer um que promova qualquer coisa ilegal será banido, salvo Nacional-Socialismo e Revisionismo Histórico se estes forem criminalizados em vosso país.
Por favor, seja educado. Provocações não serão toleradas.

http://www.alegriadesatan.com

http://expondocomunismo.bucurialuisatan.com
http://thirdsexthulesociety.weebly.com/portugues.html
http://ssbiblioteca.webs.com

Sumo-Sacerdotisa Myla Limlal
User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:16 pm

Image

A Cabala é o pináculo da fé judaica, é o conhecimento mais profundo que é o fundamento de todo o judaísmo. Tal como acontece com toda a “cultura” judaica, não há nada original nela. Não é apenas preenchida com conceitos roubados e perversões de verdades espirituais, mas também, é criada de forma a ajudar os judeus a completarem os seus objetivos contra este mundo pelo uso de meios ocultos.

Os judeus são uma raça, e não simplesmente uma ‘religião’, como é tolamente alegado. “Você pode desenhar uma imagem de um judeu, mas não se pode desenhar uma imagem de um católico ou protestante”. Indo mais além nas profundezas do conhecimento e do pensamento judaico, encontram-se também outras verdades, tais como a de que os judeus não são apenas não-humanos, mas são descendentes de uma raça alienígena. Essas não são as crenças de seus “acusadores” - essas crenças vêm diretamente das palavras e crenças mais íntimas dos judeus. Os judeus são uma raça alienígena, assim como seu comportamento odioso e alienígena em todo o mundo, e eles têm um plano para dominar este mundo e escravizar seus habitantes. Embora essas verdades possam ser extravagantes demais para algumas pessoas “normais”, essas são as crenças internas do judaísmo, e este site não apenas expõe a “Cabala”, mas também expõe essa mesma realidade.

Ao contrário das crenças de muitas pessoas, os judeus usam métodos ocultos que eles roubaram de antigas civilizações pagãs e ´deles se apropriaram, mais tarde chamando-a de “cultura judaica”. Esses poderes espirituais não apenas existem, mas ajudam a moldar o fio da meada deste mundo. Por esta razão, aqueles de nós que lutam contra eles mentalmente e espiritualmente, criaram este site para as pessoas se iluminarem e entenderem a importância de entender aonde vai esta trama judaica secular.

https://www.youtube.com/watch?v=Xo8sN7CWgww

Os judeus podem ser levados à justiça pelo ser a quem eles chamam de “O Acusador”, “O Inimigo”, que são as traduções hebraicas e os significados da palavra “Satanás”. Embora Satanás signifique coisas negativas para os judeus, não significa nada além de coisas positivas na antiga língua sânscrita, antecedendo os judeus em milhares de anos.

A Cabala Judaica é a raiz de todas as mentiras e maquinações judaicas não apenas contra a humanidade, mas contra o criador da humanidade, o próprio Satan. A Cabala é, na verdade, o núcleo da guerra espiritual dos judeus contra seu antigo inimigo, Satan e os Deuses pagãos.

Nós orgulhosamente expomos os segredos genocidas da Cabala judaica, de acordo com as palavras de Satan: “ISRAEL TERÁ O QUE MERECE”, acerca da destruição de Israel e do chamado “povo judeu”.

-Sumo Sacerdote Hooded Cobra

Image

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Re: A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:16 pm

Lúcifer e a Filosofia Por Trás de Satan/Lúcifer

Como todos sabemos agora, podemos chamar a essência do universo de “Deus”, “energia fonte”, “Akasha”, “Éter” ou como bem entendermos. É essa energia que permeia toda a criação e a mantém, mas há outra coisa que mantém a criação funcionando: Consciência. Lúcifer/Satan representa isso e canaliza a energia do universo ao mesmo tempo. Essencialmente Lúcifer/Satan é o Criador.

É uma mentira judaica kosher que os satanistas/pagãos pré-cristãos negavam a existência de uma “fonte” de toda a criação, uma causa primordial ou uma única essência que era a fonte da criação. Mas eles consideraram isso inútil, porque isso era EXPRESSO e LATENTE em existência... Em outras palavras, sem seres para expressar isso, o universo é tão inútil quanto qualquer coisa que nunca existiu. Portanto, os “criados” têm uma posição semelhante à “força criadora” nesse sentido.

No entanto, todos eles acreditavam que, simplesmente, esse é um conceito eterno e não pode ser expresso. Por isso, os Deuses são necessários. Na mitologia egípcia, os Deuses vieram do Neter, que é basicamente como a fonte ou o Akasha. Ou seja, a força de “Deus” ou “Natureza” criou os Deuses. Eles então nos criaram e assim por diante.

Aprender a entender esse conceito e sua posição nesse infinito era o pensamento central e fundamental. O satanismo espiritual ou Satan também nunca o negou, pois isso é algo real.

O segundo título para Satan é Lúcifer. Agora Lúcifer divide-se em dois: “Luci” que vem do latim Lux, que significa “luz”, e “Fer” que significa “portador”. Portanto, Lúcifer é o Portador da Luz. Este é um título admitido até mesmo por seus inimigos, mas o que esse título significa é o que vou explicar brevemente nesta mensagem.

Quando as pessoas pensam em luz, pensam em ‘luz do Sol’ de acordo com o sentido humano. No entanto, esta luz é uma luz invisível, sem forma, não expressa que basicamente não é uma luz, mas apenas o que é em si mesma. Mas ainda chamamos de luz, embora seja a luz que não se manifestou. Quando a luz se manifesta em pleno poder, esse é o poder do Sol e, portanto, o Sol é o poder da luz manifesta e real, sentida e ativa. O outro tipo de energia é completamente passivo.

Tudo o que é revelado e criado é uma forma de luz e vibração. Os mundos revelados e todos os potenciais são luz, e todos eles vêm do Abismo do ‘Nada’, do Akasha ou do ‘Caos’. Nada existe ali, senão potencialidade infinita. É um vazio apenas esperando por uma entidade consciente para expressá-lo. Sem uma entidade consciente ou um professor (que é o que Satan/Lúcifer é) esta luz permaneceria não expressa e todas as entidades vivas nunca descobririam isto, assim permanecendo ignorantes. A pessoa que faz esse processo de iluminação é chamada de Deus, e é exatamente isso que Lúcifer é e qual é o seu papel na criação.

Portanto, todos os Demónios (Demónio=Deus no grego antigo) obedecem a Lúcifer. O outro nome de Lúcifer, que é Satanás, está relacionado com a verdade e com a realização da verdade. Até admite-se por seus inimigos Lúcifer a ser o “Anjo” que estava mais próximo de “Deus”, isto é, a luz sem forma ou o Neter, ou o Akasha ou caos – como quiser chamar – e ele era o criador e o transmissor da luz, isto é, o criador manifesto. Ele tem a mesma posição pelos yazidis, que o honram acima de “deus”. Simplesmente porque Deus não é um hebreu chamado Jeová, e não é uma forma que precisa de adoração ou de ser seguida como por si só, e não leva a lugar nenhum.

“SAT” significa Verdadeiro, “AN” significa Deus, e “AS” na cabala judaica em hebraico, que é uma sílaba ocultada para se esconder das massas, significa “Luz sem limites”. Satanás ainda significa tecnicamente a verdade, mas dividir o nome como acima revela a verdadeira natureza de Satanás como um ser. Os judeus removeram o “AS” do nome de Satanás para mostrar seu desejo de expulsá-lo de sua posição. Isso tem a ver com quem Satan é como um ser no universo, ou mais precisamente, o ser extraterrestre por trás do título. Lúcifer traz a luz e cria o mundo, a Alma e tudo o que há e existe.

Sem Lúcifer, o criador ativo, uma criação manifesta não pode ser concebida, e “Deus” permanece uma potencialidade inútil no meio do nada. Assim, a declaração distorcida de “Lúcifer sendo o anjo favorito de Deus”. Isso mostra que este ser por trás do título alcançou um estado de igualdade com essa força, que é significado da Divindade.

A luz que ele traz da mais alta fonte de criação, a fonte criativa por excelência, a profundidade das profundezas, o “Deus Único” sobre o qual muitos idiotas se gabam, que é o caos ou a luz. De facto, não há como “explicar” com precisão o que é “isso”, porque então começamos a defini-lo.

Além disso, como todos nós sabemos, Satan leva o homem a entender a Divindade e a se tornar um participante dessa Criação Divina. Porque de facto Satan/Lúcifer é Deus e no universo infinito, pode haver infinitos Deuses. Portanto, Satan/Lúcifer não tem medo de nós, nos despreza ou nos coloca para baixo. Por que ele deveria?

Por alguma razão, lidando com alienígenas e ETs escondidos atrás da teologia, os judeus decidiram atacar Satan e tentar amaldiçoá-lo para cair dessa posição elevada que ele tinha “frente a Deus”, que é basicamente uma metáfora no domínio da luz, que até o inimigo admite, foi o mais soberbo e o mais elevado possível. Isso tudo é uma forte linguagem alegórica aqui, codificada na “queda de Lúcifer”.

Isto veio porque os judeus se colocaram como “Deus” e Satan foi contra seus planos, então colocando palavras na boca do Neter, eles supostamente declararam que Satan deveria ser punido. A crença em massa nessa mentira empurrou energia para essa direção até certo ponto. Mas obviamente os judeus não têm nada a ver com “Deus”, e isso nem é real. E é por isso que povos como os yazidis nunca se curvaram aos judeus e sua porcaria. Porque pessoas esclarecidas como o Sheik Adi podem ver o que é real e o que não é espiritualmente sábio.

Na tradição yazidi, Lúcifer foi convidado a se curvar diante de “Adão” (“Homem”, ou o que for) e ele negou essa proposta porque ele era o mais antigo e ele sabia que seria desrespeitoso ao criador ou ao universo obedecer a algo tão recente e frágil como o homem. Nesta fábula dos yazidis, “Deus” ou a fonte premia Lúcifer porque ele estava fiel à sua grandeza, e o coloca como governante sobre toda a criação, vista e invisível.

Lúcifer/Satan é basicamente o condutor do qual a luz infinita não expressa adquire uma expressão na existência. Com razão, algumas pessoas aceitam isso e dizem que Satan é o Deus Criador do universo, mas isso é alegórico. Satan é um com essa força e não há divisão, e consequentemente vem a declaração de Satan estar em todos os lugares e em qualquer lugar, que muitas pessoas tomaram e o nomearam como uma “força” mais tarde.

Este é o futuro das entidades avançadas que sobem espiritualmente nestes níveis superiores, para alcançar este estado. E como sempre, é Satan que leva a “Deus” e é Deus. Desprogramar-se de mentiras judaicas que são desprezíveis e extremamente blasfemas é uma necessidade para todos os gentios que buscam elevar-se a um nível espiritual mais alto.

Todo o exposto acima deve mostrar quem é Satan e quem somos, como resultado, por chamar a nós mesmos satanistas espirituais, que é se empenhar na mais alta consciência e objetivo espiritual.

-Sumo Sacerdote Hooded Cobra

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Re: A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:17 pm

A Bíblia Sagrada: Um Livro de Feitiçaria Judaica

Não há nada de “santo” ou nada para o avanço espiritual ou o aperfeiçoamento da humanidade na Bíblia. Olhe para os números, os livros, as escrituras, e os conteúdos e tu verás para o que ela é realmente, é um livro de feitiçaria judaica, da qual eles usam liberalmente, indo ao topo, para avançar sua agenda de escravizar as massas. O ponto central deste artigo é explicar em termos simples sobre como eles fazem isso.

Para entender como isso funciona, vou usar um exemplo de lançar uma maldição poderosa aqui. Isto é simplesmente para explicar como a energia funciona e este primeiro exemplo aqui não tem nada a ver com a Bíblia. Os poderes da mente e da alma trabalham no astral, pelo facto de alguém estar a usar sua mente subconsciente, as energias e os efeitos são muitas vezes bastante subliminares. Pode-se descobrir que isso é facto com o avanço na meditação, que aumenta a consciéncia.

Muitos estão familiarizados com os assassinatos de 1969 Tate-LaBianca em Los Angeles, por Charles Manson (que acreditava ser Jesus Cristo) e seu culto hippie, pois este caso recebeu ampla publicidade e até mesmo filmes foram feitos sobre ele. Se não estiveres familiarizado com isso, basta digitar o citado acima em qualquer motor de busca, isso está em toda a web, nas bibliotecas e em outros lugares.

O fundador da Igreja de Satan, Anton LaVey, trabalhou com o diretor e productor Roman Polanski, como um conselheiro temporário para o filme de 1968 “O Bebê de Rosemary”. LaVey queria fazer o papel do Diabo, mas o papel foi dado para outra pessoa. De acordo com algumas fontes, uma das fonte a ser o filme “Polanski”, LaVey também foi insultado e rejeitado pelos colegas de Polanski, que também estavam a trabalhar no filme. LaVey ficou muito irritado e jogou uma maldição através de um ritual satânico.

Agora, a assassina e membro da família Manson, Susan Atkins (que eu poderia acrescentar era gravemente viciada em drogas pesadas, como LSD), temporariamente trabalhou para Anton LaVey em San Francisco, a fazer um acto de nudismo, onde ela surgia a partir de um caixão para fins de entretenimento. Atkins, por causa do uso extensivo de drogas e falhas pessoais, provou ser extremamente desconfiável e não aparecer para trabalhar, tornando as coisas difíceis para os outros, para o espetáculo etc., e isso irritou LaVey. Ele acabou por chutá-la.

LaVey também odiava os hippies. No início de agosto de 1969, LaVey jogou uma maldição contra o movimento hippie. Agora, aqui está um exemplo de como poderosas energias podem trabalhar quando não são completamente direcionadas. Coisas semelhantes se conectam. LaVey estava com raiva de Polanski por como ele era evitado e maltratado durante as filmagens de “O Bebê de Rosemary”. LaVey estava zangado com o movimento hippie e ele também tinha uma forte antipatia por Susan Atkins. Tudo isso se reuniu em agosto de 1969.

Depois de jogar algumas maldições poderosas, tudo foi posto em movimento. Susan Atkins, juntamente com outros membros da família Manson, invadiram a casa de Polanski quando ele estava fora, na Europa, a fazer um filme. Sua esposa, a atriz Sharon Tate, que estava grávida de 8 meses, junto com alguns outros amigos que estavam presentes em sua casa, quando isso ocorreu. Todos os ocupantes foram massacrados, baleados, espancados e esfaqueados várias vezes até a morte. Sharon, que estava grávida de 8 meses foi massacrado por Susan Atkins, que chegou a afirmar publicamente depois de ser pega, como ela queria arrancar o bebê para fora do ventre de Tate. Tudo isto está relacionado, como podemos ver, LaVey conhecia ambos Atkins e Polanski e, em seguida, o filme “O Bebê de Rosemary”. Olhe o que aconteceu com o bebê de Polanski. O texto acima é um exemplo claro de como um trabalho de poder funciona, a energia sempre toma o caminho mais fácil, a menos que seja correctamente e completamente direcionada. Dada a gravidade dos crimes, os hippies perderam a sua popularidade logo em seguida, pois o público começou a associá-los com esse tipo de coisa e daí desapareceram da história.

Meu ponto é como tudo isso estabelece uma conexão.

Alguns de vós podem lembrar aqui como depois do atentado de 11/9, muitas pessoas estavam a dobrar notas de $ 20,00 de uma certa forma que as torres gémeas pudessem ser vistas em chamas, devido a nota ter sido dobrada, então vista de uma certa maneira. A nota de $ 20,00 é a mais comummente usada nos EUA. Pouco depois do atentado de 11/9, as notas de $ 20,00 foram rapidamente substituídas com uma nova versão. Todas as notas antigas desapareceram muito rapidamente. A desculpa usada ante ao público era de que elas poderiam ser facilmente falsificadas. O verdadeiro motivo foi por causa do desenho nas notas e as vibrações subliminares realizadas.

O número onze é um número de caos, destruição e desintegração, de acordo com a Bíblia. Pelo facto da Bíblia suja estar em quase todas as casas, muitas pessoas aderem aos ensinamentos cristãos, e colocam sua fé neles. Como a nota de $ 20,00 a Bíblia é uma ferramenta subliminar muito poderosa, muito mais do que a nota de $ 20,00. Assim, quando os judeus nos níveis mais altos trabalhar sua feitiçaria, eles usam os números e versículos da Bíblia para alcançar seus fins. Pelo que eu entendo, alguns dos versos são vibrados em zigue-zague em hebraico. Eles também vibram de frente para trás quando eles “rezam” em grupos.

Os números 10 e 12 na Bíblia são supostamente números perfeitos.

Os 12 filhos de Jacó, menos José (“mas um já não existe.” – Génesis 42:13), sem os quais os outros 11 não teriam sobrevivido.

Nota* Génesis é o primeiro livro da Bíblia, Génesis = 1 + 42 + 13 = 56, que reduz em 11. Isto é, para além do próprio verso.

Rei Joaquim (2 Crónicas 36:5-6) reinou 11 anos antes de Nabucodonosor o leva-lo para o cativeiro (sua queda e o fim de seu governo).

O rei Zedequias (Jeremias 52:1-11) reinou 11 anos antes de Nabucodonosor aprisiona-lo, assassinar sua família e mutila-lo.

No 11º ano do cativeiro babilónico, Ezequiel profetizou a queda e a destruição de Tiro, (Ezequiel 26:1-5).

No 11º ano do cativeiro babilónico, Ezequiel profetizou a queda e a destruição do Egipto (Ezequiel 30:20-26).
Note também nas escrituras acima, se fizeres uma leitura a mais sobre eles, todos eles se rebelaram contra os judeus e foram punidos por isso. O texto acima serve como um exemplo… Há muitos mais.

Agora, o número 9 é um número de conclusão e finalização. Observe como os versículos bíblicos que enfatizam o número 11, todos relacionados com a destruição e queda.

Eu não vou fazer este artigo muito longo, pois vou ter exemplos mais detalhados e tal em um futuro próximo. O livro de Jó (sofrimento) é usado para amaldiçoar os inimigos dos judeus em muitas circunstâncias. O bombardeio de Dresden foi realizado no feriado cristão de quarta feira de cinzas, e a cidade foi reduzida a cinzas. Eu poderia citar muitos outros exemplos, mas vê semelhanças com a forma como todos se conectam uns com os outros, temos:

Em 15 de março de 2004, havia exactamente 911 dias entre o ataque das Torres Gémeas de 11 de setembro de 2001 e os ataques à bomba nos trens em Madrid em 11 de Março de 2004.

• Madrid, Spain tem 11 letras.
• Nova Iorque City tem 11 letras.
• Os ataques americanos ocorreram em 11 de setembro de 2001.
• Os atentados de Madrid aconteceram em 11 de março de 2004.
• Havia 911 dias entre os ataques americanos e Madrid (9 + 1 + 1 = 11).
• O atentado de Madrid aconteceu na 11º quinta-feira do ano.
• 11 de setembro é o dia 254 do ano (2 + 5 + 4 = 11).
• Depois de 11 de setembro há 111 dias restantes para o fim do ano.
• September 11 tem 9 letras e dois números (9 + 2 = 11).
• Março, 11, 2004 tem 5 letras e 6 números (5 + 6 = 11).
• Cada edifício tinha 110 andares (11 x 10 = 110).
• Os ataques aos trens de Madrid deixaram 191 pessoas mortas (1 + 9 + 1 = 11).
• Em 11 de setembro de 2002, os nomes das 2801 vítimas dos ataques ao World Trade Center foram lidos em voz alta no Ground Zero (2 + 8 + 0 + 1 = 11).
• As Torres Gémeas em pé, lado a lado se parecem como o número 11.
• O primeiro avião a atingir as torres era o voo 11.
• Voo 11 tinha 92 a bordo (9 + 2 = 11).
• Voo 11 tinha 11 tripulantes.
• Voo 77 atingiu o Pentágono (11 x 7 = 77).
• Voo 77 tinha 65 pessoas a bordo (6 + 5 = 11).
• 911 é o número para ligar em caso de emergência (9 + 1 + 1 = 11).
• Nova Iorque foi o 11º estado adicionado à União Europeia.
• Ilha de Manhattan foi descoberta em 11 de setembro, 1609 por Henry Hudson: 11 letras.
• Saudi Arabia tem 11 letras.
• Afeganistão tem 11 letras.

Note como a vibração do número 11 conecta tudo isso com o 9. As Torres Gémeas também estavam na forma/estrutura do número 11. Energia astral procura o caminho mais fácil, e semelhante atrai semelhante. Não é à toa que os maçons, que são controlados por potências judaicas, colocam as mãos sobre a Bíblia durante a sua iniciação. Dado que todas as páginas da Bíblia tem a palavra “judeu(s)”, “Israel”, “Jerusalém” e afins; que o nazareno e quase todos os outros personagens são judeus e dado que os judeus proclamam que são os “Escolhidos de Deus” e eles são mantidos na mais alta estima e exaltação na Bíblia. Não é de admirar que eles sejam tão poderosos e têm secretamente governado todo o mundo sem o conhecimento das massas, há séculos.

Satan, ele próprio, também me mostrou como esses trabalhos são como um efeito dominó. Uma vez que algo é posto em movimento no astral, a energia posta em movimento busca energias semelhantes e as coisas conectam. Com a coincidência estranha e misteriosa dos números (este é apenas um exemplo, há muitos mais), isso revela que não se trata de um ato aleatório, mas um flagrante que este foi um trabalho oculto que foi deliberado.

Eu também gostaria de adicionar a ênfase judaica sobre o número 6. Por favor, não confunda isso com “666”, que tem um significado completamente diferente.

Basta estar atento e vais perceber o que estou a dizer aqui. Por exemplo, os seis milhões da farsa do holocu$ to, o comunismo judaico tem seu importante feriado em 01 de maio (1 do 5), 1 + 5 = 6. Com isso eu poderia ir muito adiante. Israel tem seis letras. Preste atenção às notícias e também a história, qualquer coisa relacionada com os judeus e vais ver o que eu quero dizer. Na Bíblia, o número seis é o número do homem sem qualquer poder espiritual. O número 7 tem a ver com os sete chakras e poder espiritual que emanam disso e a perfeição espiritual. 6 está aquém. 6 também é um número de trabalhos forçados.

O trabalho foi feito por 6 dias e as 7 era um dia de descanso. “O número 6 está estampado em tudo que está relacionado com trabalho humano. Vemos isso estampado em suas medidas, que eles usam em seu trabalho e no tempo durante o qual eles trabalham. E vemos isso desde o começo.”

A ênfase judaica sobre o uso do número 6 define uma vibração no astral para o avanço de sua agenda, seu estado comunista e a ordem mundial. Comunismo é trabalho escravo. Com o estado comunista, os judeus tornam-se “Deus” e todo o conhecimento espiritual é substituído com o ateísmo materialista. Apenas os judeus no topo conhecem os segredos do oculto e eles usam suas maldições e feitiços no desconhecimento da população impotente, para o que lhes convier. Cristianismo em mais de um sentido é um ponto de partida ao comunismo. Além disso, o cristianismo tem tornado a assim chamada “religião” em um conceito totalmente repugnante e vil, que muitos dos que estão desavisados, aceitam de bom grado e promovem o ateísmo.

Para concluir, como tudo mais, tudo isso é culpado em Satan e os Poderes do Inferno pelos tolos ignorantes. A maioria dos cristãos não tem a inteligência ou a força de caráter para mergulhar no ocultismo. Há também escrituras na Bíblia em que os judeus usam para praguejar e a assustar intrusos a ficarem longe de realmente entrar no ocultismo. Eu me lembro quando eu era nova no satanismo, eu tive uma experiência ruim, mas isso só me dirigiu em e aumentou a minha curiosidade. Não se pode ter medo. Os judeus e os seus companheiros alienígenas usaram o medo como uma ferramenta de controlo por séculos. Nos países comunistas, o povo vive em um constante estado de terror. Isso também está na liga com a Bíblia, pois é toda sobre o comunismo judaico.

Eu terei mais informação e muitos mais exemplos de como a Bíblia não é nada mais do que um livro de feitiçaria judaica, portanto, os números, a numerologia bíblica, e como a Bíblia é continuamente empurrada sobre a população, ela está em quase todas as casas, nos quartos de hotel e em qualquer outro lugar. Todo mundo está familiarizado com ela, e conhece o que ela se diz ser.

O mundo precisa acordar. Sinta-se livre para educar os outros, distribua este e quaisquer outros artigos do Joy of Satan e trabalhe duro para Satan.

Satan significa “verdade” em sânscrito.

Ver também: A Bíblia Sagrada: Um Livro de Feitiçaria Judaica Parte 2

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Re: A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:18 pm

Rabinos Admitem: Satan é Shiva

Os rabinos afirmam abertamente em seus próprios textos que Lilith é a Deusa hindu Kali.

Lilith afirmou ao judeu Elias:
“Estes são os meus nomes: Lilith... Kali...” [1]

Os judeus se referem a Samael e Lilith como um casal nos textos judaicos. Porém os rabinos também mostram quem realmente é Samael, o título hebraico de Satan. Há duas formas de pronunciar a letra hebraica ש, que é Sin e Shin.

O livro “The Encyclopedia of Jewish Myth, Magic and Mysticism” afirma o seguinte sobre o nome de Samael:
“A primeira letra do nome de Samael é Sin e não Shin”.

Sin é o nome do antigo Deus Lunar sumeriano, e no sânscrito, a língua original, a palavra raiz do nome Shiva é Sin. [2] A palavra “hindu” vem do nome do rio Sindu.

Os judeus admitem abertamente em seus próprios textos que um dos nomes ocultos de Lilith é Kali, a Deusa hindu da criação e purificação da alma. E que o marido de Lilith, Samael, é Shiva. A Deusa Kali é a esposa de Shiva.

Aos yazidis, do Extreme Oriente, Deus é Shaitan/Satan. O nome oculto do Deus yazidi é A-Shiva. A religião yazidi ainda é encontrada no Sul da Índia, e como os sábios yazidis afirmam em seus relatos antigos, eles vieram da antiga Índia. No Sul da Índia, A Shivam é o nome antigo da religião dos Ya Siddhas, que é de onde vem a palavra yazidi.

Fontes:
[1] Tree Of Souls The Mythology Of Judaism, Schwartz
[2] The Myths and Gods of India, Daniélou
[3] The Encyclopedia of Jewish Myth, Magic and Mysticism, Dennis

-Sumo Sacerdote Mageson666

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Re: A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:19 pm

Judeus Mentem Sobre Os Deuses:
Os “Qlippoth” ou “Cascas” – Os Deuses Pagãos


Os judeus atacaram a nós gentios por séculos. Especialmente nossos Deuses Pagãos. A Igreja Católica, cristianismo, comunismo e muitos outros são facetas diferentes do império judaico.

Além disso tudo, os judeus tomaram as liberdades de, novamente, DITAR e CONTAR o que o satanismo deva ser, o alegado “mal” e relacionado.

A difamação dos nossos Deuses para o qlippoth, essa imundice, foi inventada pelo rabino Isaac Luria durante o século 16, a seguir a expulsão dos judeus da Espanha. A expulsão foi um grande golpe para a comunidade judaica. Tão grave que Luria escreveu o qlippoth, procurando por respostas para a questão judaica; “se deus é bom, por que há o mal?”

Meu objetivo em escrever isso é que muitos satanistas foram induzidos a essa imundice e blasfêmia extrema inventada por judeus contra nossos Deuses. Muitos que exploram esse lixo pela meditação e tal têm experiências horríveis.

Essa imundice inventada por judeus não tem nada a ver com nossos Deuses.

-Suma Sacerdotisa Maxine Dietrich
______________________________________________________________

O Significado do Klipoth

Nos textos rabínicos o Klipoth é a árvore da morte para os judeus. Os primeiros judeus, Adão e Eva, morreram porque comeram desta árvore. A árvore da vida no jardim é a árvore do mundo judaica, a Sephiroth. O Klipoth é guardado por Satanel, que significa simplesmente Satan. Isso é uma advertência para os judeus acerca dos ensinamentos espirituais gentios e como eles são tóxicos para a alma judaica. O facto que os judeus são uma alma alienígena é enfatizado diversas vezes no judaísmo. Os judeus foram expelidos do paraíso por este acto de comer, que significa tomar parte no Klipoth, e isso os destruiu e os causou todo o sofrimento que lhes foi causado até hoje. Isto é uma alegoria do que os rabinos afirmam abertamente. O povo judeu sofre porque as nações hereges existem e as pessoas praticam idolatria. É por isso que Satan, o nome original da Divindade em sânscrito, guarda o Klipoth. Este são os ensinamentos e práticas espirituais gentios. O judaísmo ordena que as nações pagãs sejam destruídas.

Êxodo 22:20

“O que sacrificar aos deuses, e não só ao Senhor, será morto”
Anyone who sacrifices to a god, except the LORD alone, is to be utterly destroyed."

Deuteronômio 12:1-3 – Santuários pagãos devem ser destruídos.
“Estes são os estatutos e os juízos que tereis cuidado em cumprir na terra que vos deu o SENHOR Deus de vossos pais, para a possuir todos os dias que viverdes sobre a terra. Totalmente destruireis todos os lugares, onde as nações que possuireis serviram os seus deuses, sobre as altas montanhas, e sobre os outeiros, e debaixo de toda a árvore frondosa; E derrubareis os seus altares, e quebrareis as suas estátuas, e os seus bosques queimareis a fogo, e destruireis as imagens esculpidas dos seus deuses, e apagareis o seu nome daquele lugar.”

Muitos nomes do Klipoth são principalmente nomes de deidades em sânscrito, se a pessoa for avançado o suficiente para saber o que está lendo.

Fontes:
Tree of Souls, Schwartz
Torá

-Sumo Sacerdote Mageson666
______________________________________________________________

A Cabala Qlippóthica

Esta é uma construção judaica muito perigosa a qual, infelizmente, induz muita gente que deseja lidar com Satan a segui-la (de acordo com a segurança da babá judaica e sua autorização). Pelo facto de que eles erroneamente creem que isso tem a ver com os judeus, uma vez que os judeus abusaram e incorporaram estes elementos como perversões dos declarados “elementos mortos” de seu ocultismo.

Esses sistemas são criados para causar ilusões paranoicas, desestabilizar a mente, enquanto que ao mesmo tempo produzem típicos milagres medíocres para quem os pratica a fim de atrai-los. Até os rabinos alertam aos seus próprios para nunca praticar isso, pois estes foram criados para arruinar a mente. Há histórias de rabinos que arruinaram a si mesmos por praticar tais coisas, pois estes são baseados em JHVH e a espiritualidade inimiga judaica que trabalha num padrão similar. Eles prometem alguns shekels e soluções fáceis para tudo, então os idiotas iludidos o fazem, e são devorados.

Neste sistema, tipicamente, pessoas que querem aparecer como “criativas” e “mestres espirituais”, ou “aspirante a rabino” infestaram ainda mais este com o passar do tempo, criando monstruosidades que eles mesmos pouco entendem o que isso faz consigo. Então há palhaços como EA Koetting que simplesmente “invocam por diversão” e fazem todo tipo de coisa para emos do colegial.

Qlippoth significa “casca” ou “concha vazia”. Os judeus querem dizer por casca é como uma fruta ou algo do tipo. Removes o conteúdo até que tenhas uma casca inútil, que é a ideia geral de como os judeus criaram seus sistema oculto. Eles removeram a essência dos Deuses, fizeram cópias de suas cascas vazias, e os integraram num sistema a qual tentam representa-los como partes da árvore de “JHVH”. Isso porque os nomes dos próprios Deuses foram levemente alterados, e isso criou um segundo pensamento-forma ou casca.

Neste caso, usa-se a casca, então pensas que estás a comer o fruto, mas os judeus removeram a verdadeira qualidade, a nutrição (espiritualmente falando) e a verdadeira essência do fruto, enchendo-a de veneno para os goyim que desejam obter conhecimento espiritual ao tentar encontrar seus Deuses antigos. O formato até parece a maça podre da forma que foi um dia, e tem o selo “Feito em Israel”. Estes alegados “satanistas” só estão a comer cascas podres, que são, de facto, bem próximas de sua percepção geral emo acerca de adorar a morte, niilismo, e viver no fundo do poço da cadeia espiritual, porque os judeus assim os disseram.

Basicamente, fazendo exatamente o que os judeus ditaram aquilo que os “goyim sombrios” devam fazer. Para manda-los para a insanidade, drogas e sepultura diretamente. Essa é a razão exata de porque o “satanismo” ter sido um circo antes de aparecermos. Contaminado por imundice auto-enganadora, práticas de decadência pessoal, e geralmente o que os judeus iriam desejar sobre seus inimigos que ousaram tentar descobrir seus próprios Deuses antigos. Olho para muitos desses alegados “satanistas” com grande pena. Muitas dessas instituições também são infestadas por judeus do topo ao fundo, contribuindo com a guerra racial dos judeus contra a mente gentia.

Satanistas são de facto goyim malvados, e eles criaram planos específicos para subverte-lo, porque os judeus tem total conhecimento do que satanismo verdadeiro significa, mas projetam o contrário para os goyim bobos, que infelizmente acolhem suas palavras como verdade, baseado em desinformação.

Se prestares atenção, Koetting não se parece com um judeu. Ele é apenas um tipo de ator emo “dark” que toma como garantido lixo judaico e aplica-o, enquanto o dá ao público por auto-validação e também ganho financeiro.

Ele é um goy comendo as cascas... Feitas em Israel...

Às vezes eles realmente recebem alguma experiência, mas ela é sempre pintada e manchada com forças negativas, que tem um objetivo ruim maior: ocultar todo o conhecimento da pessoa. Não há verdadeira sabedoria em nenhuma dessas experiências, só diversões, risadinhas, e muita teatralidade envolvida. É por isso que os judeus criaram a cabala qlippóthica e o satanismo judaico para começar, para ser uma contrarreação ao que o satanismo já é, que é Satyanismo, a fonte da verdadeira espiritualidade. Essa cultura é uma reação contra a verdadeira cultura que o satanismo é realmente.

Os “praticantes” não sabem nada do que está acontecendo com seu trabalho. E sem saber, eles estão basicamente a usar seus próprios poderes de manifestação, algumas vezes fazendo esse sistema funcionar. Isso é porque eles acreditam subconscientemente que uma vez que isso parece tão dark e assustador, eles devem funcionar. Então às vezes, aqui e ali, podem ter resultados. Em casos mais sérios onde o inimigo atrai interesse a fim de destruir os gentios usando esses, eles os destroem diretamente e os aliciam à enganação até que sejam totalmente destruídos. Assim são os sistemas judaicos. Até rabinos foram destruídos pelas monstruosidades que sua própria raça criou.

Satanismo de verdade é bem diferente. Todo o poder está na pessoa, todo o conhecimento e toda a sabedoria. Não se entra simplesmente em um avião para voar (e possivelmente se chocar com Pissrael), mas na verdade aprende-se a pilotar o avião, abastece-lo, aprender todos os seus segredos e também a entender melhor o propósito de usar o avião e muito mais. É assim que funciona o satanismo espiritual e, por esta razão, nós lhes dizemos: EVITA A PORCARIA DO INIMIGO! Se queres criar a Disneylândia e ser a princesa até que o peso da sua ignorância caia em ti, então vá em frente.

Mas se queres adorar Satya – Satan, a Verdade, tens de seguir rotinas de meditação diligentemente, que vai erguer o véu dos teus olhos para que possas ver a verdade, por vezes, desagradável demais para aqueles que vivem na terra das fadas. Espiritualidade é muito científica, não é faz de conta, fantasmas e imaginação. É tão precisa e tão necessária quanto uma ciência sobre a existência.

Por último, porque algumas pessoas acham “resultados” nessas coisas é só porque, na verdade, poderes espirituais vêm de dentro. Pelo facto deles acreditarem tanto que ao fazer essas coisas eles vão ter resultados, eles também criam estes. Este é um nível de mágicka bem básica que é bem samsárica, e é bem similar a simplesmente o que os cristãos fazem em rezar aos seus ídolos do rabino Jesus sem compreender que eles estão a cumprir suas próprias “preces”.

Verdadeira oração aos Deuses vai além desse “véu” de percepção, e chega aos Deuses diretamente. Satan e os Deuses não se escondem atrás de seus dedos a apontarem às pessoas que sejam isso ou aquilo, eles obviamente mostram-nos que nós próprios somos Deuses e compartilhamos dos poderes dos Deuses, a qual precisamos cultivar. Atrás deste hiper-realismo da espiritualidade, estão dormente as leis do Cosmo e as verdadeiras entidades pelos quais esses meios tentam comunicar a compreensão superior na nossa espécie.

Associar essas entidades com estupidez, decadência e imaginação criativa pessoal que os faz de bobos é desrespeitoso, retardado e acima de tudo, falso.

Como a famosa citação de Yoda está em Star Wars. É preciso desaprender o que aprenderam, se quiserem conhecer os mistérios da “força”. Desaprender o que se aprendeu em um mundo é importante para se ter uma percepção mais clara sobre a existência e, portanto, elevar-se gradualmente à Divindade, como resultado.

-Sumo Sacerdote Hooded Cobra 666 

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Cabala, A Verdade Sobre “YHVH” – O Deus Judeu

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 10:20 pm

Cabala, A Verdade Sobre “YHVH” – O Deus Judeu

Judaísmo se baseia na Torá, e afirma que há dois aspectos dela: a Torá codificada e a decodificada. A Torá decodificada é chamada cabala. Os rabinos têm as chaves para decodificar a Torá codificada.

Na cabala, o “deus” YHVH, o nome do “deus” judeu, é mostrado como a Árvore do Mundo com os 10 sephiroth nela.

A cabala afirma que os 10 sephiroth estão divididos em 3 superiores, a face superior, e 7 inferiores, as faces inferiores.

Os 3 mundos superiores são Kether, Binah e Chokhmah, os quais a cabala afirma serem o cérebro esquerdo, Binah, cérebro direito, Chokhmah, e o tálamo óptico, Kether. Os 3 sephiroth superiores são chamados de 3 cabeças ou 3 faces, que no simbolismo antigo é o símbolo das 3 partes das 3 partes do cérebro e 3 nadis, a Lua, Sol e o canal mediano a se fundir na cabeça. A cabeça do tridente é outra forma de mostrar isso. A imagem das 3 cabeças ou faces superiores ainda é mostrado na simbologia Hindu:

Image

As 7 faces menores ou sephiroth na cabala são chamados de “Sete Elohim”, os sete deuses, que também são chamados de “sete luzes”, e relatam aos sete planetas. Os “sete planetas” são os sete chakras. A palavra “deuses” também é um termo antigo para os sete chakras, tal como “sete luzes”.

Afirma-se que YHVH na cabala, enquanto um nome, não é nada além de um código para os dez sephiroth na árvore:

Yah é Kether e Hokhma.

Heh é Binah.

Vav é Gevurah, Tiferet, Chesed, Netzsach, Hod, Yesod.

O segundo Heh é Malkhut.

Os três pilares são o lado esquerdo, direito e o meio do corpo. O esquerdo é onde se encontram os nadis ou caminhos de energia femininos, e o direito é dos nadis masculinos. Eles se encontram no pilar do meio. Este conceito é mostrado no hinduísmo como Ardhanarishwara:

Image

Os 3 pilares também representam o Sol, a Lua e os canais do meio na coluna. Os mundos são divididos em sephiroth ou centros de energia masculino e feminino. As partes masculina e feminina da alma. Muito do discurso sobre o sephiroth na cabala é apenas a união dos sephiroth masculino e feminino, que é o ponto da união sexual da alma e dos chakras masculinos e femininos. A cabala chama esta prática de “Daath”, que neste contexto significa a “união sexual”, que na cabala cria a nova alma.

Os quatro mundos associados com a árvore, Atzilut, Briah, Yetzirah, e Assiah, estão relacionados com os quatro elementos, com Daath sendo o quinto mundo oculto do espírito. Eles também se relacionam com os 5 invólucros, e ainda é encontrado no hinduísmo. O corpo físico, o corpo de prana, o corpo astral, o corpo mental, e o corpo emocional. Eles se unem para formar o indivíduo.

Na cabala, a alma simplesmente reencarna, o que eles chamam “gilgul”, e este processo acontece de acordo com o karma da alma individual. Na cabala não há qualquer “deus” sentado num paraíso literal.

Na cabal, o “deus” mais elevado é simplesmente o Ain Soph, que é um código para
Kether, a coroa, que refere-se ao element do espaço. Na verdade só há 9 sephiroth contados na cabala, e não 10. Kether não é considerado parte disso, pela razão que este refere-se à união com o Ain Soph e a essência destro de todos os outros sephiroth. O Ain Soph é chamado simplesmente de “Uma Força” na cabala, e nada mais. É a energia sutil que manifesta a existência. As nove sephiroth são vistas na mitologia nórdica, com os nove reinos na Árvore do Mundo. 10 é um código para a união com o espírito. O 1 na cabala é espírito, pois este une e forma todos os números, todo este elemento matricial vai em todas as formas. O zero (0) é o símbolo feminino, o corpo físico ou Prakriti no hinduísmo, que se une com o espírito ou Purusha. A união de ambos acontece na coroa.

O objetivo da cabala é elevar a Shekinah desde o Malkuth, o chakra raíz, até “deus” no Kether, a coroa. Essa é a união de Shiva e Shakti no hisduísmo. Na verdade há 33 caminhos na árvore cabalística, onde Kether é o 33º caminho oculto. Esses são as 33 vértebras da coluna, na qual Shekinah, a energia serpentine, deve percorrer a fim para se unir com “deus” no Kether no topo da cabeça. Estes também são os 33 Devas do hinduísmo, e os 33 graus da Maçonaria. Note que Ain é a letra hebraica que recebe o “Olho Que Tudo Vê” e é chamado dessa forma na cabala. Kether, a coroa, conecta-se à glândula pineal no cérebro. Este conceito de Kether é o verdadeiro conceito de “deus” no hinduísmo. Ele se conecta à essência eterna do “Aquilo Que Não É”, o Shiva Tattva no hinduísmo.

Na cabala, as 22 letras referem-se aos 7 planetas, os 12 signos do zodíaco e os 3 elementos. Porém, isso foi tirado do grego, as 24 letras que no grego são 7 planetas, 12 signos, e 5 ao invés de 3 letras para os elementos. As letras na árvore foram desenhadas a fim de serem vibradas de certos padrões para guiar a Shekinah pelos 32 caminhos até o 33º caminho do Kether. Um judeu individual é literalmente chamado de “deus” na cabala, e isso é tudo. Os dez sephiroth também referem-se à formação do corpo físico, e como este se sobreposiciona a alma, fazendo um ser humano físico simplesmente. Isso mostra a verdade, a cabala é roubada e corrompida de outros ensinamentos espirituais mais antigos de outras culturas. Daí o porquê muito disso ser encontrado no hinduísmo, em que muitos judeus israelitas que foram iniciados na parte esotérica do hinduísmo, Tântra, na Índia, simplesmente o deixaram e voltaram ao judaísmo, uma vez que viram que tudo o que acharam já existia na cabala judaica.

Fontes:
The Universal Meaning of The Kabbalah, Leo Schaya
The Greek Kabala, Barry
The 32 Secret Paths of Solomon, Hogan

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Re: A Cabala Exposta

Postby Egon » Thu Oct 25, 2018 11:50 pm

A Cabala Foi Roubada do Deus Pagão Thoth

Na cabala, a câmara interna da cabeça, o conhecimento da Divindade, é chamada Daat. No hebraico, o D é um substituto da letra T e pode ser escrito de ambos os modos. Daat é Taat, este é o nome de Thoth no mundo antigo. O Deus que governa o Olho Que Tudo Vê, a glândula pineal no sexto chakra, que é o Daat na cabala. Daí a razão de Thoth ser o Deus do Conhecimento, que é o conhecimento do olho espiritual plenamente aberto e do estado de supraconsciência do cérebro completamente ativado.

Image

Na cabala, a “cabeça deus” (Divindade) é mostrada literalmente como o cérebro humano, que é simbolicamente mostrado como os três mundos superiores Binah, Chokhmah e Kether, que são simbólicos das três partes do cérebro: os hemisférios esquerdo, direito e o tálamo óptico. Na realidade, a maior parte da cabala foi roubada pelos judeus quando eles estavam em Alexandria, que era o centro do conhecimento espiritual. Estudiosos também apontaram isso, a cabala foi toda tomada dos antigos ensinos espirituais helenísticos, e alguns rabinos também admitem isso. Os egípcios e gregos tinham a mesma cultura.

Fontes:
The Secret Doctrine of the Gaon of Vilna Volume II: The Josephic Messiah, Leviathan, Metatron and the Sacred Serpent, Joel David Bakst
Secrets of The Serpent, Philip Gardiner
The Greek Kabala, Barry

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Assassinato Ritual é o Núcleo do Judaísmo e Cristianismo

Postby Egon » Sat Oct 27, 2018 1:57 pm

A Verdade Repugnante – Assassinato Ritual é o Núcleo do Judaísmo e Cristianismo

No judaísmo, os principais rituais no dia mais sagrado de todos aos judeus, o Yom Kippur, são baseados no sacrifício ritual de animais como oferendas de sangue. Isso é feito a fim de elevar e dirigir energias como forma de magia negra:

“Pode-se defletir uma condição ou evento prejudicial por transferi-los para um objeto ou entidade substituta. Essa é a lógica por detrás das crenças folclóricas sobre oferecer sacrifícios, mas especialmente as oferendas do bode expiatório de Yom Kippur. Outro grande exemplo no folclore judaico de um ritual de substituição é kapparah, onde ritualmente transfere-se os pecados a um pássaro, e então abate-se o pássaro.” [1]

Pode-se notar do texto da cabala judaica sobre magia ritual juntamente com os nomes de diversos mantras hebraicos ou nomes divinos. Uma das práticas:

“Sacrifício de animais, até o consumo do sangue de animais ritualmente impuros.” [2]

Nota nas descrições dos corpos de crianças gentias que foram achados assassinados ritualmente por judeus, foi observado que os ferimentos em seus corpos imitavam a crucificação de Cristo, incluindo o caso de William de Norwich, as marcas na cabeça onde eles colocaram a coroa de espinhos. O ritual mais sagrado da religião cristã é a comunhão onde os cristãos se prostram ante a imagem de um homem assassinado ritualmente numa cruz e então bebem seu sangue e comem sua carne. Os judeus criaram o cristianismo para amarrar os gentios no seu controlo oculto e Matrix energética de YHVH. A comunhão cristã é uma forma de ritual de feitiçaria simpática que se amarra ao assassinato ritual judaico, que é o outro lado do ritual de comunhão:

“Magia simpática é baseada na crença metafísica que forças divinas estão vestidas em coisas comuns e assim as afetam; de que há analogias a serem feitas entre actos simbólicos e eventos reais, e que se coisas podem ser associadas mentalmente, elas podem influenciar uma à outra...” [3]

Os judeus bebem o sangue e comem a carne da vítima. Gentios são chamados de animais no judaísmo, e SACRIFÍCIO E CONSUMO DE SANGUIE ANIMAL SÃO PARTE DO RITUAL OCULTO JUDAICO. Note que muitos judeus foram registrados como portadores de doenças estranhas, encontradas apenas em um outro lugar da Terra... Nova Guiné, entre tribos canibais. As doenças que eles adquirem por beberem sangue e comerem carne humana. É óbvio o porquê dos judeus serem o único outro povo que tem isso. O judaísmo acredita que certas comidas como carne os dá energia ou faíscas da alma do animal.

O repugnante filme judaico “Sin City”, dirigido por um judeu, mostra um personagem, interpretado por um ator judeu, que canibaliza mulheres e isso lhe dá poderes sobre humanos, como faísca ou uma energia especial das vítimas. Me pergunto de onde os judeus iriam tirar tal ideia. Eles também colocam esse tipo de coisa em filmes como forma de magia simpática.

O ritual de comunhão cristão foi desenvolvido como magia simpática para o ritual de sangue judaico, onde ambos se conectam no astral e fortalecem a Matrix de energia a qual os judeus chama de seu Deus – que exige sacrifícios de sangue como a oferenda mais elevada na Torá. Na Torá os judeus dão cinco animais que são sacrificados a Yahvéh. Gado é um deles... Os judeus chamam os gentios de goyim que significa GADO...

-Sumo Sacerdote Mageson666

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Rabino: Hitler Estava Certo, Os Judeus Criaram o Comunismo (Yosef Tzvi ben Porat)

Postby Egon » Sun Oct 28, 2018 1:50 pm

Rabino Judeu: Hitler Estava Certo, Os Judeus Criaram o Comunismo (Yosef Tzvi ben Porat):
https://drive.google.com/file/d/1pcjLcyCPCxzGwWektZuGet6UN9VIXlon/view

Nota como ele tenta inverter os motivos e dizer que os judeus eram comunistas por "não seguir a Torá", sendo que eles estão exatamente a seguir o manual para subverter, conquistar e destruir os goyim. Os judeus que não seguem a Torá são um grande empecilho para essa agenda.

Aqui o rabino Laitman expõe a origem dos judeus e o porquê deles terem sido enviados à Terra:
https://drive.google.com/file/d/1i6r09oRyfdgWb88RiGj_WXAofq7g8dsP/view

Image

User avatar
Egon
Posts: 999
Location: White Aryan Satanic Pagan
Contact:

Guerra Cósmica e Planeta Yavé

Postby Egon » Mon Nov 12, 2018 12:54 am

Guerra Cósmica e Planeta Yavé

A liderança judaica afirma em seus textos que o “deus” deles não criou esse mundo. Eles também afirmam que havia raças e uma civilização pré-abraâmica nesta Terra. Adão é a raça judaica em seus textos. Os textos midráshicos judaicos afirmam que seu “deus” destruiu mundos antes deste na Bíblia, e os gregos afirmavam que há outros mundos com humanos neles. “Que deus destruiu mundos” significa, no contexto de seus textos, que a civilização mundial antecessora neste planeta, a pré-abraâmica, foi destruída por seu “deus” e que a estória da Criação em Génesis descreve que este planeta foi desolado por seu “deus” e que então colocou Adão nesta Terra para criar o “novo mundo”. Os rabinos afirmam que isso está contido como um segredo em seus ensinos ocultos. Os “sete dias da Criação” que eles alegam é uma alegoria, cada dia é mil anos para seu “deus”. Os rabinos afirmam da forma como está na Torá, que “deus” enrolou esse mundo em trevas espirituais. Torá... “Rá” significa trevas no judaísmo. Eles afirmam que sua missão dada por “deus” é criar um novo mundo que é um programa de guerra espiritual de 6 mil anos, usando poder oculto e influência política para trazer o Messias, que é quando o mundo for conquistado e transformado num mundo escravo para seu “deus”. Este é o cumprimento da Torá. Os rabinos dizem que a Torá não é nada além de um método para “deus” terraformar este mundo. Eles afirmam que esse mundo era energia e consciência antes de se tornar físico. Isso é a descrição de como a Torá trabalha como energia para manifestar o novo mundo que eles querem. Há também a Torá secreta, a Torá oral, que é ensinada de líder para líder, para rabinos qualificados apenas. Este é o conhecimento oculto judaico.

A Torá afirma que “deus” destruiu o mundo num dilúvio. Este dilúvio destruiu o mundo ou civilização pré-adâmica. Este também é o outro significado de como seu “deus” destruiu outros mundos. Este dilúvio aconteceu quando outro planeta entre Marte e Júpiter, o planeta aquático Faeton, foi destruído. O mundo foi atingido pelos destroços dele, incluindo o maciço continente do tamanho do gelo derretendo à medida que descia pela atmosfera e inundou o mundo em uma noite e um dia como os antigos afirmaram. Isso desolou este mundo totalmente e remodelou a superfície da Terra. Marte também foi destruído, a superfície dele tem estruturas artificiais, além de estar coberta de zonas de impacto de explosões parecidas com nuclear, da mesma forma que a Lua de Marte e a superfície da nossa Lua. Nosso mundo também tem zonas de radiação muito antigas, que são zonas de explosões nucleares de milhares de anos atrás por volta daquela época. Lembra-te que os judeus criaram as armas nucleares na nossa época, e o judeu Oppenheimer gabou-se que eles tinham armas nucleares no mundo antigo. Os judeus que comandavam o governo Truman (onde Truman se opôs a isso como dito nas páginas removidas de seu diário) usaram armas nucleares no Japão depois que eles já haviam se rendido. Seu “deus” destrói mundos.

Os textos gentios que sobreviveram afirmam que este Sistema Solar foi atacado por anti-Deuses – ou os deuses malignos – por volta de dez mil anos trás. Podemos notar agora quem são esses deuses malignos. Os extraterrestres reptilianos cuja raça se chama “Yavé”.

Os rabinos judeus, do nível de liderança como Michael Laitman, afirmam que a raça judia vem de outro mundo para tomar a forma das pessoas deste mundo e conquistar a nós humanos à partir de dentro. Os rabinos afirmam que Adão veio de outro mundo até este planeta, literalmente. Os maiores ensinamentos dos rabinos para os judeus do topo, os ensinamentos sobre Merkaba, são baseados em ensinar técnicas de meditação para habilitar os rabinos a se tornarem médiuns puros que podem tanto ver quanto se comunicarem telepaticamente com seu “deus”, e fazerem projeção astral para o reino de seu “deus”. Esses rabinos dizem que seu “deus” é uma mente coletiva de alienígenas reptilianos que eles chamam de Serafim e o Metatron Celestial. Os ensinamentos sobre Merkaba são tão importantes para a casta de líderes judaica que deve-se ser testado prontamente pelos rabinos para mostrar que se tem as habilidades psíquicas abertas antes de sequer ser considerado. Isso permite à sua liderança se comunicar e receber ordens de seu “deus” reptiliano diretamente para dirigir as coisas na Terra. Os rabinos também afirmam que todo judeu está conectado à mente ou alma coletiva da mente reptiliana e sua consciência racial. As afirmações de Laitman sobre os judeus terem tomado a forma dos humanos deste mundo é que eles são uma raça híbrida, eles têm o gene Cohen reptiliano e uma alma alien reptiliana.

Os rabinos confirmam que têm uma alma racial alien e seu sistema religioso até o topo é construído à partir deste facto.

Os rabinos de alto escalão são treinados em outra ramificação da Torá secreta a qual eles referem ao conhecimento de Magia Negra que eles são adeptos. Eles também chamam parte disso de “ensinamentos de práticas sexuais proibidas”, porque essas práticas remontam ao conhecimento da civilização pré-adâmica da qual eles chamam de “Deuses Estranhos”, que é o termo deles para os Deuses Pagãos e os gentios. Eles se gabam que têm todo esse conhecimento, mas afirmam que os judeus são proibidos de lidar com Deuses Pagãos/gentios ou seus sistemas mágicos, porque as energias dos sistemas judaico e gentio não devem ser misturadas porque são opostos totais, e o sistema gentio é tóxico para eles a nível da alma e para seu Metatron. É isso que eles querem dizer com “práticas sexuais”, a mistura de energias. Eles também querem dizer proibir os seus próprios no alto escalão de se misturarem racialmente com os gentios e portanto, misturar seu molde de alma. Eles advertem contra isso e chamam a “multidão mestiça” de maldição que reencarna na raça judia e os causa problemas. Os rabinos no topo são treinados para reconhecer essas práticas mágicas proibidas e seus conhecimentos para que eles possam então tentar neutraliza-los com sua magia negra, sendo que as cortes rabínicas podem inclusive denunciar, prender e executar quaisquer judeus que praticam magia mistura gentia em Israel. As proibições contra magia na Torá são apenas contra sistemas gentios. A liderança judaica são todos feiticeiros negros treinados e adeptos nos ensinamentos ocultistas judaicos da Torá secreta. Isso é porque as energia da alma judaica e do Metatron são alien à alma gentia. Nossos sistemas mágicos estão conectados com a nossa alma da mesma forma que o judaico é uma manifestação deles. Nossos sistemas espiritual e mágico são totalmente tóxicos para eles. Daí o porquê deles também trabalharem para removê-los da sociedade como parte de suas “Leis de Noé”, onde quaisquer gentios que praticam nosso conhecimento espiritual deve ser executado.

Os textos do rabino Yehuda do nono século, que repetiu textos judaicos muito mais antigos, são citados ainda hoje por rabinos de alto escalão, afirmam que os “Anjos Caídos” eram seres reais de carne e osso com habilidades espirituais sobre-humanas e que criaram uma raça humana na Terra. Os rabinos também admitem que algumas das raças avançadas que estiveram nesta Terra vieram da galáxia de ÓRION. Nephilim significa “Filhos de Órion”.

Nota que é bem documentado que a versão judaica dos “Anjos Caídos” foi roubada e corrompida, ou em termos leigos, um relato histórico judiado sobre o Deus Enki e os 50 outros Deuses ou Sábios que vieram à Terra desde Órion. Os judeus afirmam que os gentios são de uma linhagem satânica, onde Satan é o líder físico de uma raça de Deuses extraterrestres que geraram os gentios.

Satan é o nome ancestral sânscrito do Deus líder dos gentios, significa o “Deus Altíssimo”, sendo Sat, rei, Na, Deus. Os sumérios chamavam de Satan o rei dos Deuses Nórdicos, tal como os persas, hindus, egípcios e outros. Satan e os Demónios são os Deuses da civilização humana na Era de Ouro pré-adâmica. Muitos dos Demónios são humanos que ascenderam com os ensinamentos da Magnum Opus na Era de Ouro.

Os rabinos afirmam que os humanos pré-adâmicos tinham supraconsciência, poderosas habilidades espirituais, prática e conhecimento espiritual universal e imortalidade física literal, e que o “deus” judeu removeu isso e diminuiu a consciência deles para o nível que está hoje. Isso está relacionado às trevas espirituais as quais os judeus enveloparam o planeta com o campo de energia da Torá. É um feitiço de amarração no mundo e nos goyim. É este o propósito do cristianismo e do islamismo, é o feitiço da Torá para amarrar o planeta. As histórias sumerianas antes da inundação mencionam imperadores pagãos a reinarem por centenas de milhares de anos diretos antes de se aposentarem e passarem o cargo, não por morrerem ou envelhecerem. As histórias dos antigos afirmam que a civilização do mundo pré-adâmico ter quase meio milhão de anos, e outros textos mencionam no Oriente datas importantes em que Shiva (Satan) visitou a Terra para dar ensinamentos por volta de 80 mil anos atrás. Essa é só a data de uma visita.

A civilização maia é reveladora se sua história for estudada. Agora é possível traduzi-las, pois tem-se um maior conhecimento da língua maia. Os maias originalmente seguiam a religião dos Deuses Nórdicos.

Os maias foram conquistados por um golpe à partir de dentro e por estrangeiros que não eram da linhagem real maia e chegaram ao poder. Eles chamaram esse rei literalmente de “nariz enrolado”, como um nariz demasiadamente curvo. Essa nova máfia então travou guerra e conquistou o Império Maia de dentro para fora. Eles governaram por séculos e impuseram uma nova seita religiosa no império, até o ponto que foram expulsos, mas antes disso uma série de guerras colocou essa máfia no poder. Podemos notar o mesmo no Egipto com Akhenaton, de quem os judeus afirmam serem descendentes. O Império Maia era imenso e sua influência também se estendia à América do Norte. A tribo nativa que descendeu dos maias seguia uma religião não encontrada entre nenhumas outras nações das Américas. Eles começaram a seguir um novo deus chamado... Yavé, cujo nome eles não podiam falar em público, e eles tinham um sistema de rituais encontrados somente no judaísmo, como o festival dos tabernáculos (sukkot), eles acreditam que o mundo foi criado em sete dias por Yavé de quem eles DESCENDEM e têm outros ensinamentos somente encontrados no judaísmo. Eles também mencionam interações com aliens reptilianos. Há também estelas de um sacerdote maia a vestir os filactérios judaicos na cabeça e no braço, e são enrolados da mesma forma que os judeus usam os seus. A língua maia tem palavras que lhes foram adicionadas que são basicamente hebraicas. Os maias também chamaram esse novo “deus” de YAO, outro nome de Yavé no hebraico. Essa nova religião que impuseram nos maias tem temas somente encontrados na Torá judaica, afirmando que os humanos foram colocados nesta Terra para serem escravos desses novos “deuses”. Os judeus têm uma crença que seus antepassados viveram na antiga América e eles também encontraram escrituras hebraicas dos dez mandamentos em montes funerários, fora outros escritos antigos em hebraico antigo nas áreas às quais os maias descenderam a regiões tribais.

Podemos notar ainda o que aconteceu.

Do Codex Chimalpopoca dos Aztecas:
“Eles contam como Quetzlcoatl partiu. Foi quando ele recusou-se a obedecer os feiticeiros sobre o pagamento humano, sobre sacrificar humanos. Então os feiticeiros deliberaram entre si, eles cujos nomes eram Tezcatlipoca, Ihuimetcatl e Toltecatl. Eles disseram, “Ele deve deixar esta cidade. Devemos viver aqui”.

“Os toltecas estavam engajados em batalha num lugar chamado Netalpan. E quando eles tomaram prisioneiros também teve início sacrifício de humanos, pois os toltecas sacrificavam seus prisioneiros. Entre eles seguia o maligno YAOtl. Ele continuou a incitá-los diretamente a fazer sacrifícios humanos. E daí, também, ele começou a prática de esfolar humanos... Ele fez um dos toltecas, chamado Ziuhcozcatl, vestir a pele, sendo um dos primeiros a vestir uma pele tolteca. De facto, todo tipo de sacrifício humano que existia teve início lá. Pois foi dito que durante e sob sua autoridade, o primeiro Quetzalcoatl, cujo nome era Ce Acatl, recusouse absolutamente a realizar sacrifício humano. Foi precisamente quando Huemac foi governante que todas essas coisas que foram praticadas tiveram início. Huemac sacrificou uma fila humana, fanzendo portanto um pagamento.”

A cultura original dos Deuses instaurada na América do Sul baniu todo sacrifício de sangue, e aceitava somente frutas e flores. Este também é o mesmo costume de oferendas aos Deuses no hinduísmo, como pode ser estudado. Os sacrifícios animais posteriores são desvios disso. Vemos isso também diretamente na bíblia judaica, o Deus pagão Baal recusa o sacrifício de animais, mas Yavé os aceita. A oferenda de frutos e plantas por Cain é recusada, mas a oferenda de sangue e animais é aceita por Yavé. Na Torá, Abraão diz a seus companheiros judeus para não oferecer sacrifício animal no Egipto, porque os egípcios vão puni-los severamente, uma vez que isso é uma ofensa grave para eles.

O que se pode notar aqui é a mudança na religião, o linguajar torna-se exatamente o mesmo que se encontra na Torá, sobre fazer pagamentos em sacrifício de sangue para Yao, a quem os maias também chamavam Yavé e tinham o conceito que pagamentos de sangue. Essa é uma linguagem achada somente na Torá judaica que forma a bíblia cristã. Os sacrifícios de sangue da nova seita de Yao era massiva, centenas de milhares eram assassinados todos os anos. E eles eram feitos juntos de poderosas posições geográficas de lay lines para influenciar a grade energética em volta do planeta.

Do texto Popol Vuh:
“Acabou bem, vossas senhorias, e este é o coração dela. Está na tigela.”

‘Muito bem. Então eu vou olhar.’ disse Uma Morte, e quando ele levantou com os dedos, sua superfície estava encharcada de sangue, sua superfície brilhava vermelha de sangue.

Bom. Acenda o fogo, coloque-o sobre o fogo, disse Uma Morte. Depois disso, eles secaram-lhe sobre o fogo, e os xibalbás saborearam o aroma. Todos eles acabaram de pé aqui, inclinaram-se sobre ele atentamente. Eles acharam a fumaça do sangue verdadeiramente suave!”

Na Torá judaica, em Génesis 8:20,21:
Edificou Noé um altar ao Senhor; e tomou de todo animal limpo e de toda ave limpa, e ofereceu holocaustos sobre o altar. o Senhor SENTIU O CHEIRO SUAVE.”

Nota no Popol Vuh:
“E este é o sacrifício do pequeno Huanhpu pelo Xiblanque. Uma a uma as pernas, os braços dele estavam bem abertos. Sua cabeça caiu, rolou para longe do lado de fora. Seu coração, arrancado, foi refogado em uma folha, e todos os Xibalbans enlouqueceram no local.”

Esses novos deuses se alimentam da energia de humanos. Eles literalmente enlouqueceram de deleite e êxtase ao se alimentarem dessa energia de morte. Nota que esses novos deuses são até chamados de “mortes”, e referidos como números, porque são uma colmeia, como “Uma Morte”.

Todos os antigos sul-americanos mencionavam os traços raciais dos Deuses originais como sendo nórdicos. Quando os espanhóis chegaram, eles acharam que Quetzlcoatl havia retornado. E as mesmas culturas relataram a aparência física dos novos deuses que Huemac impôs e caçou a religião prévia dos Deuses antigos.

Ainda temos as imagens do que os maias chamavam literalmente de Yavé e Yao (outro nome de Yavé) de seus templos e locais sagrados... Lembre-se que os rabinos no topo do judaísmo afirmam que seu “deus” é a mente coletiva de aliens reptilianos...

Image

Image

Image

Image


-Sumo Sacerdote Mageson666

Fontes:
The Grid of The Gods, Joseph P. Farrell, Scott D. de Hart
Cosmic War, Farrell
Magicians of The Gods, Hancock.


Who is online

Users browsing this forum: No registered users and 1 guest